Obama diz que violência armada nos EUA é uma "crise nacional"

Washington, 7 jan (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, reconheceu nesta quinta-feira que as reformas para reduzir a violência das armas de fogo no país não acontecerão em seu mandato e garantiu que é necessária uma resposta integral para uma "crise nacional", em um artigo de opinião publicado no jornal "The New York Times".

No texto, o chefe de Estado americano garantiu que "reduzir a violência das armas será difícil. Está claro que uma reforma com bom senso não terá progresso com este Congresso", e acrescentou que a mesma não acontecerá durante a sua presidência.

"Apesar disso, há passos que podemos tomar para salvar vidas, e todos nós - governo, setor privado e cidadãos - somos parte disso", afirmou o presidente.

O artigo de opinião foi publicado dois dias depois que Obama anunciou sua intenção de implementar decretos executivos para aumentar o uso da revisão de antecedentes no comércio de armas entre particulares, que até agora está isento.

Essa medida será tomada diante da recusa do Congresso, dominado pelos republicanos nas duas câmaras desde 2014, em aprovar reformas no comércio de armas e a extensão da verificação de antecedentes criminais e psicológicos promovida por Obama após a tragédia do colégio Sandy Hook no final de 2012, na qual 20 crianças morreram baleadas.

Obama, que desde aquele massacre executado por um jovem com problemas mentais fez questão de expor sua frustração, disse que não fará campanha, nem apoiará políticos que sejam contrários a reformas "com bom senso".

"Agora eu faço o possível como presidente, mas também atuarei como cidadão: não farei campanha, nem votarei ou apoiarei candidatos, inclusive do meu partido, que não apoiem reformas de bom senso sobre o comércio de armas", acrescentou Obama.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos