Tel Aviv vive tensão por alerta máximo sobre possível terrorista na cidade

Jerusalém, 8 jan (EFE).- A polícia israelense e a Prefeitura de Tel Aviv declararam nesta sexta-feira estado de alerta máximo na cidade pela presença de um possível terrorista em suas ruas, informaram meios de comunicação locais.

Centenas de agentes estabeleceram controles em todos seus acessos e se desdobraram pelos principais cruzamentos após os serviços secretos receberem um alerta iminente, diz o jornal "Yedioth Ahronoth" pela internet.

A Prefeitura de Tel Aviv comunicou que "o reforço de agentes segue às avaliações da Polícia", e que se presta particular atenção a centros escolares e creches.

Os agentes, muitos com as armas à vista, revistam cada veículo que entra na cidade e os habitantes, pedindo identificação e em alguns casos até abrindo suas bolsas.

O alerta, que afeta também outras localidades ao redor de Tel Aviv, ocorre uma semana depois exatamente que três israelenses fossem assassinados a tiros nessa mesma cidade, dois deles em um pub e um terceiro, taxista, no norte.

O agressor, supostamente identificado com movimentos jihadistas, fugiu e os serviços de segurança perderam o rastro.

Em relação com esse ataque, a polícia israelense impôs hoje um severo cordão de segurança ao redor da população de Arasse, na Galileia e onde vivia o agressor, Nashat Melhem, cujo rosto foi filmado por uma câmera de segurança de um pequeno supermercado segundos antes de abrir fogo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos