Tropas turcas em Mossul matam 17 membros do Estado Islâmico

Em Istambul (Turquia)

As tropas da Turquia posicionadas no acampamento de Bashika, no norte do Iraque, mataram 17 combatentes do Estado Islâmico (EI) ao repelir um ataque do grupo jihadista, informou nesta sexta-feira (8) a agência de notícias Anadolu.

O ataque aconteceu na noite da quinta-feira, entre 22h30 e 23h no horário local (18h30 e 19h em Brasília), e não causou baixas nem feridos entre as tropas turcas, assegurou a agência turca, citando "fontes locais".

Segundo o jornal turco "Hürriyet", os soldados repeliram o ataque com fogo de artilharia e tanques.

Desde março, várias centenas de soldados turcos estão neste acampamento, a cerca de 30 quilômetros a nordeste de Mossul, onde voluntários iraquianos são treinados para reconquistar esta cidade, que caiu nas mãos do EI em junho de 2014.

No início de dezembro, Ancara enviou um reforço de cerca de 600 soldados com 20 tanques para proteger os instrutores, o que gerou protestos do governo iraquiano.

Após vários dias de negociações, Ancara retirou parte dos militares e vários tanques de Bashika e os transferiu para o Curdistão iraquiano, onde mantém outro programa de treinamento de "peshmergas" curdos.

O governo iraquiano insistiu várias vezes, nas últimas semanas, em que a Turquia deve retirar todos seus soldados de Bashika, e ameaçou realizar uma operação militar própria se permanecerem neste território.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos