Al Qaeda promete vingança pela execução de seus membros na Arábia Saudita

Sana, 10 jan (EFE).- O grupo terrorista Al Qaeda na Península Arábica prometeu neste domingo vingança contra as autoridades sauditas pela execução, no início do mês, de alguns de seus membros.

O dirigente saudita da filial da Al Qaeda na Península Arábica, Ibrahim al-Asiri , afirmou em uma gravação divulgada em vários fóruns de internet que as autoridades de Riad mataram três dirigentes do grupo, identificados como Fares al-Zahrani, Hamed al Hamidi e Abdelaziz al Anizi. Ibrahim, que descreveu os três integrantes como "heróis", insistiu que seu grupo se vingará e ressaltou que as mortes não afetarão sua luta contra os Estados Unidos.

Em 2 de janeiro, a Arábia Saudita anunciou a execução de 47 pessoas em várias províncias do país, acusadas de pertencer a grupos terroristas e cometer atentados no país. Segundo o Ministério do Interior, os executados tinham nacionalidade saudita, exceto um cidadão do Egito e outro do Chade.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos