Kim Jong-Un diz que teste nuclear é uma medida de "autodefesa"

De Seul

  • KCNA/EFE

    Em foto sem data confirmada disponibilizada pela KCNA, agência oficial de notícias da Coreia do Norte, o líder supremos do país, Kim Jong-un, passa em revista tropa das forças armadas

    Em foto sem data confirmada disponibilizada pela KCNA, agência oficial de notícias da Coreia do Norte, o líder supremos do país, Kim Jong-un, passa em revista tropa das forças armadas

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, falou publicamente pela primeira vez do teste nuclear realizado pelo regime de Pyongyang e o avaliou como um ato de "autodefesa", segundo publicou neste domingo a agência de notícias estatal "KCNA".

Durante uma visita realizada por causa do ano novo à agência que coordena e administra o Exército Popular da Coreia, Kim defendeu que o teste atômico é "uma medida justa que ninguém deve criticar", segundo o texto divulgado pela "KCNA".

"É uma medida de autodefesa para proteger de maneira confiável a paz na península coreana e a segurança regional do perigo de uma guerra nuclear provocada pelo grupo imperialista liderado pelos Estados Unidos", disse durante a visita, cuja data exata não foi divulgada.

Na quarta-feira passada Pyongyang anunciou que tinha realizado seu quarto teste atômico subterrâneo e que pela primeira vez tinha feito explodir debaixo da terra uma bomba de hidrogênio.

Esta bomba seria mais poderosa que as detonadas pela Coreia do Norte em seus testes de 2006, 2009 e 2013, embora os especialistas duvidem que o regime tenha podido desenvolver uma bomba H com base no alcance que teve a explosão e consideram que provavelmente se trate na realidade de uma arma de fissão potencializada.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos