Paquistão compartilhará com Afeganistão lista de talibãs abertos ao diálogo

Cabul, 10 jan (EFE).- O governo do Paquistão compartilhará com o Afeganistão uma lista de talibãs que estão dispostos ao diálogo de paz em reunião em Islamabad que também contará com a presença de representantes da China e dos Estados Unidos, informou o porta-voz do escritório do chefe do executivo afegão neste domingo à Agência Efe.

"O Paquistão compartilhará informação e detalhes sobre quais indivíduos e grupos talibãs estão prontos para as conversas de paz e quais não estão abertos ao diálogo", afirmou Javid Faisal, porta-voz do escritório do Chefe do Executivo afegão Abdullah Abdullah.

O primeiro encontro a quatro entre Afeganistão, Paquistão, China e Estados Unidos sobre o processo de paz entre o governo afegão e os talibãs acontecerá amanhã em Islamabad, quando tentarão formular o "roteiro" a seguir, segundo o porta-voz.

Ao contrário da primeira reunião oficial, em julho no Paquistão, entre os talibãs e representantes do governo afegão, conversas interrompidas de maneira abrupta pelo anúncio da morte do líder talibã mulá Omar, desta vez Faisal confirmou que não haverá membros da insurgência.

De acordo com o porta-voz, na reunião de amanhã se decidirão os próximos passos a seguir com o talibãs abertos ao diálogo, além das medidas militares a tomar contra aqueles que se opõem ao processo de paz.

"O Afeganistão também compartilhará com o Paquistão informação sobre os talibãs", arrematou Faisal.

Em 31 de dezembro, o presidente afegão, Ashraf Ghani, anunciou em entrevista coletiva que à reunião em Islamabad se seguirá outra em Cabul, mas sem divulgar a data.

Ghani explicou que os talibãs já não são "um grupo unitário", já que agora estão divididos pela falta de apoio entre um setor dos insurgentes ao novo líder talibã, o mulá Mansur, mas reconheceu que só alguns deles optarão por abraçar o processo de paz.

O principal grupo dos talibãs, liderado pelo mulá Mansur, ainda não se pronunciou sobre o encontro de amanhã em Islamabad, que busca pôr fim a uma guerra que começou em 2001 com a invasão americana ao Afeganistão.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos