Homens armados fazem reféns e matam 7 em centro comercial de Bagdá

Bagdá, 11 jan (EFE).- Homens armados atacaram nesta segunda-feira um centro comercial no sul de Bagdá e fizeram vários reféns, sete dos quais foram assassinados, informou à Agência Efe uma fonte de segurança iraquiana.

Os criminosos entraram no estabelecimento, chamado Al Yauhara, onde detonaram bombas de efeito moral e outros explosivos, e mataram sete pessoas e feriram outras 20.

A rede de televisão estatal "Al Iraquiya" informou que os demais reféns já foram libertados, graças à ação das forças especiais iraquianas.

Segundo o canal oficial, um carro-bomba explodiu perto do centro comercial antes da invasão, e dois terroristas suicidas entraram no edifício, mas não detalhou se detonaram seus coletes de explosivos nem o número de vítimas que causaram.

O chefe das operações de Bagdá, general Abdelamir al Shamri, afirmou à "Al-Iraquiya" que as forças de segurança têm atualmente a situação sob controle e que os terroristas foram abatidos na operação de resgate.

Por outra parte, fontes de segurança disseram à Efe que pelo menos cinco pessoas morreram e outras 16 ficaram feridas em duas explosões perto de uma cafeteria da cidade de Al Maqdadiya, na província de Diyala, ao nordeste de Bagdá.

As explosões foram provocadas por um artefato e um carro-bomba, e provocaram danos materiais na cafeteria e nos edifícios próximos.

O Iraque vive desde junho de 2014 uma sangrenta luta contra o grupo terrorista Estado Islâmico (EI), que esse ano proclamou um califado nas amplas áreas deste país e da Síria sob seu controle. EFE

sy-agm-fc/rsd

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos