Procuradoria pede indiciamento de nora de Bachelet por fraude tributária

Santiago do Chile, 11 jan (EFE).- A procuradoria do Chile solicitou nesta segunda-feira o indiciamento de Natalia Compagnon, nora da presidente Michelle Bachelet, por sua participação em delitos tributários no chamado "caso Caval", informaram fontes judiciais.

Após seu terceiro depoimento como acusada na procuradoria de Rancagua, ao sul de Santiago, o promotor Luis Toledo pediu a abertura de um processo contra ela para o próximo dia 29 de janeiro.

A decisão de Toledo foi adotada após analisar os resultados do depoimento, além de revisar os detalhes da denúncia apresentada pelo Serviço de Impostos Internos (SII) contra Compagnon e outras cinco pessoas por crimes tributários.

A denúncia estava dirigida contra os representantes da empresa Caval, da qual Compagnon controla 50%, pela apresentação de declarações de impostos falsas e a incorporação de faturas irregulares para pagar menos tributos.

A solicitação será analisada pelo Tribunal de Garantia de Rancagua, que decidirá se aceita processar a empresária no dia 29 de janeiro, junto com outros nove implicados no caso, ou fixa outra data para a audiência.

A procuradoria também investiga a nora da governante chilena e outras pessoas pelos delitos de violação de segredo, negociação incompatível e suborno em um milionário negócio imobiliário que reportou US$ 4,8 milhões de lucro para a Caval.

Compagnon é a esposa do filho de Bachelet, Sebastián Dávalos, que quando foi forjado o negócio imobiliário trabalhava na Caval e meses depois, quando explodiu o escândalo em fevereiro do ano passado, teve que renunciar ao cargo de assessor cultural do governo.

Os donos da Caval adquiriram terras na cidade de Machalí com um milionário empréstimo concedido por um dos donos de uns dos principais bancos do país, para depois vendê-los a um preço muito maior.

O caso Caval atingiu duramente a popularidade de Bachelet e se soma a uma sequência de escândalos de corrupção na política e no empresariado que afetaram o Chile no último ano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos