EUA condenam atentado terrorista em Istambul e reafirmam apoio à Turquia

Washington, 12 jan (EFE).- O governo dos Estados Unidos condenou nesta terça-feira "nos termos mais enérgicos" o atentado terrorista no qual morreram pelo menos dez pessoas e outras 15 ficaram feridas em Istambul, e reafirmou seu apoio à Turquia, "um parceiro forte e um valioso membro da coalizão contra o Estado Islâmico (EI)".

Tanto a Casa Branca como o Departamento de Estado emitiram comunicados de condenação ao atentado, pelo qual o governo da Turquia responsabilizou os jihadistas do EI.

O porta-voz do Conselho de Segurança Nacional da Casa Branca, Ned Price, lembrou que o atentado afetou tanto cidadãos turcos como turistas estrangeiros.

Todas as vítimas mortais são turistas, pelo menos oito delas procedentes da Alemanha, segundo confirmou o ministro das Relações Exteriores desse país, Frank-Walter Steinmeier.

"Estamos com a Turquia, um aliado da Otan, um parceiro forte e um valioso membro da coalizão contra o EI", ressaltou Price.

Na mesma linha, o porta-voz do Departamento de Estado, John Kirby, reafirmou em seu comunicado o "compromisso" dos EUA de seguir trabalhando com a Turquia "para combater a ameaça compartilhada do terrorismo".

Segundo as autoridades turcas, o ataque suicida foi realizado por um membro do EI de nacionalidade estrangeira.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos