EUA transferirão 10 presos de Guantánamo nesta quinta-feira

Washington, 12 jan (EFE).- Os Estados Unidos transferirão nesta quinta-feira, de uma só vez, dez detentos do presídio da base naval de Guantánamo, em Cuba, segundo informaram nesta terça-feira fontes de Defesa à emissora "Fox News".

Este será o maior grupo de presos transferidos desde que o secretário de Defesa, Ash Carter, informou ao Congresso em dezembro do ano passado que o número de reclusos ficaria abaixo de 100 no início deste ano.

A maioria dos transferidos será enviada a países no Oriente Médio, segundo a "Fox News".

Na atualidade, 103 detidos permanecem no presídio, razão pela qual o número, após essa transferência, ficaria em 93.

Apenas neste mês de janeiro, o Departamento de Defesa dos EUA transferiu quatro detentos com o sinal verde para serem libertados, enquanto o governo do presidente Barack Obama disse que o número total de saídas para este mês será de 17.

Do total de reclusos do presídio, criado em 2002 pelo então presidente George W. Bush, 45 receberam o sinal verde para serem extraditados; 39 esperam que sua situação seja revisada; uma dezena é considerada perigosa demais para ser liberada, mas não há suficientes provas para condenar-lhes, e outros dez estão acusados e à espera de julgamento.

Para os 20 presos que previsivelmente não poderão ser libertados, o Departamento de Defesa examina a possibilidade de transferi-los a centros de reclusão em território americano.

Para isso, Obama deve apresentar um plano ao Congresso no qual detalhe os passos para cumprir sua promessa de finalmente fechar a prisão da base americana em Guantánamo após 14 anos de funcionamento.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos