Atentado suicida em mesquita no norte de Camarões mata 13 pessoas

Yaoundé, 13 jan (EFE).- Pelo menos 13 pessoas morreram nesta quarta-feira e outras duas ficaram feridas em um atentado suicida perpetrado em uma mesquita na cidade de Kouyape, no norte de Camarões, informaram à Agência Efe fontes de segurança.

Aparentemente, o atentado é obra do grupo jihadista nigeriano Boko Haram, que há meses estendeu seus ataques a Camarões e Chade, segundo meios de comunicação locais.

Todos os mortos são fiéis muçulmanos que compareceram para as orações da manhã no templo, onde um homem explodiu o cinturão que levava por volta das 5h30 local (2h30, em Brasília).

Testemunhas relataram à Efe que o terrorista suicida chegou em moto às proximidades de Kouyape, no distrito de Kolofata, e depois foi a pé até as imediações da mesquita, onde esperou o início das orações matinais.

Nesta mesma região, outro jihadista, pertencente aparentemente ao Boko Haram, tentou perpetrar ontem outro atentado suicida em Tolkomari.

Em 23 de dezembro, três pessoas morreram em Keliari quando uma terrorista suicida que levava um bebê detonou os explosivos que transportava.

Dias antes, a cidade de Kolofata, próxima à fronteira com a Nigéria, também era alvo de um ataque jihadista no qual morreram oito pessoas e 20 ficaram feridas.

Nos últimos meses, o Boko Haram estendeu seus ataques a países vizinhos da Nigéria como Camarões e Chade, cujos exércitos se somaram a uma missão militar multinacional que recuperou boa parte dos territórios que estavam em mãos dos terroristas.

Em 2015, o Boko Haram matou mais de 3 mil pessoas apesar de ter perdido a maioria do território que controlava na Nigéria e Chade, países que no começo do ano coordenaram ataques contra o grupo terrorista nos arredores do lago Chade.

Apesar dos grandes avanços conseguidos, o Boko Haram continua sendo uma grande ameaça para a segurança da zona, em parte porque a Nigéria e seus aliados regionais foram incapazes de desdobrar a força multinacional conjunta que acordaram na metade de ano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos