Iraque mata 6 dirigentes do Estado Islâmico em bombardeios perto da Síria

Bagdá, 13 jan (EFE).- Ataques aéreos da Força Aérea do Iraque contra posições do Estado Islâmico na cidade de Al Qaim, no oeste do país, perto da fronteira com a Síria, mataram nesta quarta-feira seis dirigentes do grupo, informou o Ministério do Interior.

A operação, que tinha como alvo uma reunião dos extremistas no bairro de Al Yamaheir, provocou também a morte de outros cinco auxiliares dos líderes. Além disso, sete integrantes da organização jihadista ficaram feridos nos bombardeios.

A cidade de Al Qaim, cerca de 480 quilômetros ao noroeste de Badgá e na margem do rio Eufrates, é uma das principais rotas de suprimentos do EI entre os territórios controlados na Síria e o Iraque. Além disso, se transformou em um importante ponto de encontro entre os dirigentes do grupo em ambos os países.

Entre os mortos, segundo o comunicado do Ministério do Interior do Iraque, estão o novo responsável do grupo terrorista para a região de Bagdá, Abu Duaa Al Rawi, e Abu Abdullah al Qurashi, classificado pelos serviços de inteligência como uma das pessoas mais próximas ao líder do EI, Abu Bakr al Baghdadi.

Outros quatro dirigentes do grupo, um deles de nacionalidade saudita, que morreram na ofensiva tinham funções de logística e de recrutamento de terroristas suicidas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos