Obama e Putin conversam por telefone sobre Ucrânia, Síria e Coreia do Norte

Washington, 13 jan (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e o presidente da Rússia, Vladimir Putin, conversaram nesta quarta-feira por telefone sobre a crise na Ucrânia, a guerra civil na Síria e o recente teste nuclear da Coreia do Norte, segundo informou a Casa Branca.

O porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest, explicou aos jornalistas no avião presidencial rumo a Omaha (Nebraska) que uma parte "significativa" da conversa entre Obama e Putin esteve dedicada à Ucrânia.

Segundo um comunicado divulgado pela Casa Branca, Obama enfatizou a Putin a "importância de trabalhar rumo a uma solução diplomática à crise na Ucrânia através da plena aplicação dos Acordos de Minsk por todas as partes".

Além disso, segundo Obama, o próximo passo-chave é que as partes cheguem a um acordo sobre a convocação de eleições locais este ano nas áreas controladas pelos rebeldes pró-Rússia, que "devem" cumprir os padrões da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE).

O governo da Ucrânia e os separatistas pró-Rússia estabeleceram hoje uma nova trégua, por proposta da Rússia, que deveria entrar em vigor de maneira imediata, segundo anunciou a OSCE, fiadora dos Acordos de Paz de Minsk.

Por outra parte, Obama e Putin também dialogaram sobre a "necessidade urgente" de aplicar a resolução sobre a Síria adotada pelo Conselho de Segurança da ONU em dezembro do ano passado, de acordo com a Casa Branca.

Além disso, os dois líderes assinalaram que se deve "tomar medidas para fomentar debates produtivos" entre representantes da oposição síria e do regime do presidente Bashar al Assad sob os auspícios da ONU, principalmente para reduzir a violência e fazer frente às "urgentes" necessidades humanitárias.

Em 25 de janeiro se realizará em Genebra a próxima conferência de paz sobre a Síria, na qual espera-se que, pela primeira vez em dois anos, se sentem na mesma mesa membros do regime e da oposição.

Por último, a Casa Branca indicou que Obama e Putin falaram da importância de que haja uma "resposta internacional unida e forte" ao recente teste nuclear da Coreia do Norte.

Obama e Putin se reuniram pela última vez no final de novembro em Paris, no marco da cúpula sobre a mudança climática.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos