Presidentes do México, Colômbia, Argentina e Peru estarão no Fórum de Davos

Genebra, 13 jan (EFE).- Os presidentes da Argentina, Mauricio Macri, da Colômbia, Juan Manuel Santos, do México, Enrique Peña Nieto, e do Peru, Ollanta Humala, participarão na próxima semana da 46ª edição do Fórum Econômico Mundial de Davos.

Estes líderes serão as principais figuras políticas latino-americanas que irão a Davos, uma cidade localizada nos Alpes suíços.

O Brasil estará representado por seus ministros da Fazenda, Nelson Barbosa, além do ministro de Energia e Minas, Eduardo Braga, enquanto o Chile enviará o ministro da Fazenda.

Esta reunião, sempre realizada no início do ano, tenta congregar os dirigentes políticos mais influente na cena internacional, assim como empresários e executivos das maiores corporações, líderes da sociedade civil, de distintas confissões religiosas e da juventude.

Os organizadores disseram hoje em entrevista coletiva que 50 delegações estarão dirigidas por chefes de governo.

Além dos quatro presidentes latino-americanos que irão ao Fórum de Davos, que acontecerá de 20 a 23 de janeiro, vários ministros de países da região viajarão para esta reunião anual, transformada em uma tribuna midiática de alcance mundial.

Um dos organizadores que apresentou o programa de trabalho durante o Fórum mencionou, por exemplo, que o presidente da Colômbia terá a oportunidade de explicar o alcance das negociações de paz entre seu governo e a guerrilha das Farc, que se encontram em fase final.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos