Sobe para 69 o número de mortos pelos desabamento em parque industrial chinês

Pequim, 13 jan (EFE).- O número de mortos pelo desmoronamento de escombros de obras que enterrou um parque industrial da cidade chinesa de Shenzhen (sul do país) em 20 de dezembro chegou a 69, 11 a mais que o número que as autoridades ventilado há uma semana, enquanto oito pessoas seguem desaparecidas, informou nesta quarta-feira a agência oficial de notícias "Xinhua".

Dita agência informou que seis dos 17 feridos que foram hospitalizados pelo acidente continuam internados, e aumentou para 31 o número de suspeitos de negligência pelo acidente, dos quais 25 estão sob custódia policial e seis continuam foragidos.

Entre os detidos, segundo informações anteriores, estão o representante legal e o subdiretor da firma que estava a cargo do depósito de escombros de obras, que apesar de ter superado sua capacidade máxima de armazenamento no começo do ano, seguia funcionando.

Shenzhen, cidade vizinha a Hong Kong, é uma das urbes chinesas que experimentou um crescimento mais vertiginoso nas últimas décadas, o que deu lugar a problemas de gestão dos resíduos de grandes obras de construção de imóveis e infraestruturas, como reconheceram após o acidente responsáveis municipais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos