Viúva de vítima de massacre nos EUA reivindica US$ 58 milhões por danos

Los Angeles (EUA), 13 jan (EFE).- A viúva de uma das 14 vítimas do massacre de dezembro do ano passado em San Bernardino, na Califórnia, processou esse condado e reivindicou US$ 58 milhões de indenização por danos, informou nesta quarta-feira a imprensa local.

A litigante é Renee Wetzel, mãe de três crianças e viúva de Michael Wetzel, uma das 14 pessoas que morreram no último dia 2 de dezembro, quando o americano Syed Farook e sua esposa, a paquistanesa Tashfeen Malik, atacaram um centro de ajuda para incapacitados em San Bernardino, um atentado que os investigadores do FBI vinculam com o extremismo islamita.

No total, Renee Wetzel apresentou, em 22 de dezembro, quatro processos que pedem US$ 3 milhões pelo salário que seu marido ganharia se continuasse vivo, e mais US$ 25 milhões por danos gerais pela morte de Michael.

Além disso, exigiu US$ 10 milhões de indenização por danos para cada um de seus três filhos menores de idade.

O processo contra o condado de San Bernardino se sustenta no argumento de que a morte de Michael Wetzel era "evitável" e que se deveu "à negligência" do condado e de 25 indivíduos não identificados.

Michael Wetzel, de 37 anos, era funcionário do condado há 15 anos, e trabalhava ali como supervisor de saúde ambiental, segundo a informação incluída no processo.

O porta-voz do condado de São Bernardino, David Wert, indicou em comunicado que as autoridades analisarão este processo e atuarão "pelo melhor interesse de todos os envolvidos neste caso".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos