"Bicicletada" estimula meio de transporte saudável em pleno inverno russo

Ignacio Ortega.

Moscou, 14 jan (EFE).- Quem disse que as bicicletas são só para o verão? Melhor perguntar aos moscovitas que participaram da manifestação em favor deste meio de transporte em pleno inverno, com uma temperatura de 15 graus abaixo de zero.

"Há mais de 60 anos pedalo no inverno. Enquanto você pedala, não sente frio", contou Gennady Suzdal, de 80 anos, que construiu com as próprias mãos um triciclo com assento reclinável.

A incessante neve, o asfalto escorregadio e o vento gelado não impediram que os ciclistas percorressem em apenas duas horas os 14 quilômetros da 'bicicletada' que começou e terminou em frente ao parque Gorki.

O objetivo é promover o uso de bicicletas e pedir mais ciclovias em uma cidade famosa por seus intermináveis engarrafamentos.

Valeria, de 50 anos, que participou do evento com os netos, afirmou que esta é uma maneira de dar um bom exemplo a eles.

"Devemos promover a vida saudável ou nossos filhos cairão em vícios como as drogas e o álcool. Precisamos de mais ciclovias", disse.

Os ciclistas mais animados foram ao ponto de encontro de bicicleta. Imprescindível mesmo é estar bem equipado e abrigado para suportar o frio, com roupas térmicas, luvas, óculos, gorro, capacete e joelheiras.

Muitos organizaram grupos em seus bairros através das redes sociais para encontrar o caminho mais curto, compartilhar conselhos sobre como se vestir e evitar acidentes, já que os carros costumam respeitar menos os ciclistas solitários.

"Vim provar à minha família que sou capaz de andar de bicicleta na neve", contou Nina.

"É a primeira vez que ando de bicicleta no inverno e gostei tanto quanto no verão", afirmou Zhanna.

Um pequeno trailer com chá e chocolate foi tudo o que os ciclistas precisaram para se aquecer antes de começar o percurso.

Embora o frio, entre -12ºC e -15ºC estimulasse a aceleração para aquecer o corpo, os ciclistas se comportaram de acordo com as regras da organização, que tem normas muito rígidas para evitar acidentes: circular só pela calçada, proibido ultrapassar, velocidade média de menos de 15 km/h, não fazer movimentos bruscos, sair da calçada em caso de avaria, não consumir bebidas alcoólicas e manter uma distância segura são algumas.

"Isto é um desfile, não uma corrida. É para aproveitar o passeio", destacaram os organizadores, que querem que o inverno "deixe de ser considerado um obstáculo para quem quer andar de bicicleta" e pediram às autoridades que façam sua parte limpando melhor as ruas durante a estação.

Com o congelado rio Moskova como testemunha, as bicicletas tradicionais não foram as únicas estrelas do evento. Havia espaço para triciclos, veículos de quatro rodas e patinetes de diferentes tamanhos.

Duas crianças de cerca de 10 anos, Igor e Nikita, conduziam um pequeno carro com tração nas quatro rodas fabricado pelo pai do primeiro.

Não faltaram ciclistas-equilibristas, que mais pareciam artistas de circo, montados sobre uma roda só, algumas delas movidas a eletricidade, que despertaram a admiração de participantes e de quem os via.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos