UE afirma que atentado de Jacarta demonstra ameaça terrorista "global"

Bruxelas, 14 jan (EFE).- A alta representante da União Europeia (UE) para Política Externa, Federica Mogherini, garantiu nesta quinta-feira que os atentados perpetrados em Jacarta e que deixaram pelo menos sete mortos demonstra que a ameaça do terrorismo é "global" e que se deve dar uma resposta da mesma natureza.

"O ataque de hoje no coração de Jacarta é uma trágica recordação que a ameaça do terrorismo é global e deve ser abordada globalmente", afirmou Mogherini em comunicado.

A chefe da diplomacia comunitária expressou suas condolências às famílias e amigos das vítimas e garantiu que se mantém "firme" junto ao governo indonésio e seu povo "na luta contra a violência e o extremismo".

Mogherini afirmou que dará suas condolências diretamente hoje através de uma ligação telefônica ao ministro das Relações Exteriores da Indonésia, Retno Marsudi.

"A UE seguirá trabalhando com a Indonésia para defender a paz e os valores da liberdade e da diversidade", concluiu.

Pelo menos sete pessoas, entre elas cinco agressores, morreram hoje no país após um ataque com explosivos seguido de um tiroteio no centro da capital.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos