Vazamento de gás atinge terminal no Guarujá e provoca grande nuvem de fumaça

São Paulo, 14 jan (EFE).- Uma gigantesca nuvem de fumaça, provocada por um vazamento de gás de grandes proporções em um terminal de cargas do Guarujá nesta quinta-feira avança pelo litoral de São Paulo e já chegou ao porto de Santos, o maior do país.

O Corpo de Bombeiros do Guarujá confirmou à Agência Efe que o vazamento começou por volta das 15h30 no terminal da empresa de transportes Localfrio, mas o produto químico ainda não foi identificado.

Em um primeiro momento, cogitou-se a possibilidade de o amônio, um elemento tóxico, ser a substância que vazou no terminal. Mas as autoridades descartaram a hipótese e consideram que o cloreto de sódio (sal de cozinha) seja a origem do incidente.

De acordo com as primeiras investigações, a água da chuva teria se infiltrado em um dos contêineres que armazena o produto, o que teria gerado a reação química e a consequente nuvem de fumaça.

Até o momento, quatro pessoas, entre elas um menor de idade, tiveram que ser atendidas por intoxicação.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos