Ataque da Al Qaeda deixa vários mortos em Burkina Fasso

Nairóbi, 16 jan (EFE).- Várias pessoas morreram em um ataque jihadista contra um hotel na região central de Ouagadougou, a capital de Burkina Fasso, onde os terroristas permanecem entrincheirados com vários reféns, informaram fontes oficiais neste sábado.

Segundo testemunhas citadas pela imprensa local, o ataque começou por volta das 19h30 locais da sexta-feira (17h30 de Brasília), quando pelo menos três indivíduos mascarados entraram no hotel Splendid, um dos mais frequentados por estrangeiros ocidentais, e efetuaram vários disparos.

O exército, que decretou o toque de recolher na cidade até as 6h da manhã, está se preparando para realizar uma ação de resgate dos reféns.

O ataque foi reivindicado pelo grupo jihadista Al Mourabitoun, que recentemente anunciou sua adesão à Al Qaeda no Magrebe Islâmico (AQMI).

Os dois grupos reivindicaram de forma conjunta o ataque contra o hotel Radisson Blu em Bamaco, a capital do Mali, no dia 20 de novembro, que causou a morte de 19 pessoas.

Burkina Fasso realizou em dezembro suas primeiras eleições livres em 30 anos, um processo que pôs fim a um governo de transição de um ano após o levante popular que resultou na saída do presidente Blaise Campaoré.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos