Rubio diz que jihadistas sabem que fronteira com México é vulnerável

Washington, 14 jan (EFE).- O senador e pré-candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, Marco Rubio, disse nesta quinta-feira no debate televisivo entre os aspirantes à indicação do partido, que sua mudança de postura sobre a reforma migratória se deve ao crescimento da ameaça do terrorismo jihadista, que, para ele, tem conhecimento da vulnerabilidade da fronteira com o México.

Rubio se defendeu das críticas por ter apoiado um projeto de lei bipartidário de reforma migratória em 2013 e justificou sua mudança de postura em favor de maior controle pelo surgimento da ameaça dos jihadistas do Estado Islâmico (EI).

"O problema agora é manter os Estados Unidos seguros, os radicais jihadistas estão se aproveitando de nosso sistema migratório. É preciso garantir que o EI não está infiltrando assassinos em nosso país", declarou Rubio, que foi criticado pelo senador Ted Cruz por buscar "anistia" aos imigrantes.

"Há 24 meses não havia um bando de radicais loucos que queriam entrar no país. O sistema de imigração legal deve ser reformado tendo a segurança como prioridade. Os terroristas têm conhecimento da vulnerabilidade da fronteira sul", disse Rubio.

Apesar de não haver provas de que os radicais islâmicos estejam utilizando a fronteira com o México para se infiltrar e realizar ataques nos Estados Unidos, Rubio se utilizou deste argumento para defender suas mudanças de postura ao sofrer ataques de seus rivais mais conservadores.

Além disso, durante o debate realizado hoje em Charleston (Carolina do Sul), o penúltimo antes do cáucus de Iowa, a maioria dos pré-candidatos republicanos, inclusive Rubio, afirmou ser favorável a proibir a entrada de refugiados muçulmanos, especialmente sírios e de países com presença do Estado Islâmico, enquanto Donald Trump manteve sua proposta de proibir temporariamente a entrada de qualquer muçulmano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos