Al Qaeda assume autoria de ataque contra hotel em Burkina Fasso

Nouakchott, 16 jan (EFE).- A Al Qaeda no Magrebe Islâmico (AQMI), o braço da organização terrorista no norte da África, reivindicou neste sábado a autoria do atentado cometido contra um hotel na noite de sexta-feira em Ouagadogou, a capital de Burkina Fasso, que deixou ao menos 20 mortos.

A AQMI enviou uma mensagem assumindo a responsabilidade pelo atentado à agência privada de imprensa "Al Akhbar", da Mauritânia, que é usada habitualmente pela organização terrorista para divulgar os relatos de sua atividade nos países do Sahel.

A organização terrorista detalhou que o ataque foi cometido por combatentes do grupo Al Mourabitoun, que é liderado pelo histórico jihadista argelino Mojtar Belmojtar.

Esse mesmo grupo foi responsável por um ataque similar na capital do Mali, Bamaco, quando homens armados tomaram o hotel Radisson Blu, que assim como o de Ouagadogou é frequentado por ocidentais, em uma ação coordenada com outros membros da AQMI, que terminou com a morte de 19 pessoas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos