Ataque da Al Qaeda deixa ao menos 20 mortos em Burkina Fasso

Nairóbi, 16 jan (EFE).- Pelo menos 20 pessoas morreram e outras 15 ficaram feridas em um ataque terrorista cometido contra um hotel no centro de Ouagadogou, a capital de Burkina Fasso, de acordo com fontes sanitárias citadas pela imprensa local.

O ataque começou por volta das 19h30 locais de sexta-feira (17h30 de Brasília), quando pelo menos três indivíduos mascarados entraram no hotel Splendid, um dos mais frequentados por estrangeiros ocidentais e funcionários da ONU, e efetuaram vários disparos.

Segundo testemunhas citadas pela imprensa local, os terroristas teriam detonado um carro-bomba na entrada do hotel antes da invasão.

O exército, que decretou o toque de recolher na cidade até as 6h da manhã, está realizando neste momento uma ação de resgate dos reféns.

Segundo uma emissora local de rádio, que garantiu que 12 reféns já foram libertados, a operação do exército conta com a colaboração de militares americanos e franceses.

O ataque foi reivindicado pelo grupo jihadista Al Mourabitoun, que recentemente anunciou sua adesão à Al Qaeda no Magrebe Islâmico (AQMI).

Os dois grupos reivindicaram de forma conjunta o ataque contra o hotel Radisson Blu em Bamaco, a capital do Mali, no dia 20 de novembro, que causou a morte de 19 pessoas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos