ELN sequestra 17 pessoas na Colômbia, segundo imprensa local

Bogotá, 16 jan (EFE).- Pelo menos 17 pessoas foram sequestradas neste sábado no município de Morales, departamento de Bolívar, no norte da Colômbia, pelo Exército de Libertação Nacional (ELN), segundo informaram diferentes meios de imprensa locais.

O comandante do Batalhão de Selva número 48, tenente-coronel Jaime Guio Ochoa, confirmou à emissora "RCN" que 17 pessoas, entre eles dois menores de idade, foram sequestradas quando iam pescar em Simoa.

O alto oficial acrescentou que provavelmente os pescadores tinham sido ameaçados pelo grupo guerrilheiro, que lhes tinha proibido realizar seu trabalho nesse local.

Fontes policiais e militares não confirmaram à Agência Efe o sequestro, no entanto, explicaram que um destacamento se dirige para a região para confirmar a informação.

Morales e seus arredores formam uma região de forte domínio histórico do ELN, segunda maior guerrilha do país e que se encontra desde janeiro de 2014 em diálogos "exploratórios" com o governo, a fim de iniciar um processo de paz similar ao que o Executivo trabalha com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) há mais de três anos.

A área é muito pantanosa e rica em minerais, por isso que proliferaram as jazidas ilegais para extraí-los.

Em novembro do ano passado, o ELN já sequestrou nessa área quatro pessoas que trabalhavam para uma empresa terceirizada prestadora de serviços do Governo de Bolívar, dedicada à construção de um centro de abastecimento.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos