Governo brasileiro condena de maneira veemente ataque em Burkina Fasso

Rio de Janeiro, 16 jan (EFE).- O governo brasileiro condenou, "nos mais veementes termos" o ataque jihadista ao hotel Splendid de Ouagadogou, em Burkina Fasso, através de um comunicado divulgado neste sábado pelo Itamaraty.

As autoridades brasileiras transmitiram suas condolências "às vítimas, ao povo e ao governo de Burkina Fasso" pelo ataque que aconteceu nesta sexta-feira e que deixou, pelo menos, 26 mortos e 56 feridos.

No comunicado, o governo brasileiro expressou seu "firme repúdio a qualquer forma de terrorismo, independentemente de sua motivação".

O hotel foi tomado ontem à noite por um comando da Al Qaeda no Magrebe Islâmico (AQMI), que detonou um carro-bomba na entrada do recinto e depois começou a disparar contra hóspedes e funcionários.

Este mesmo grupo terrorista reivindicou em 20 de novembro o ataque contra o hotel Radisson Blu, na capital do Mali, Bamaco, que deixou 19 mortos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos