Kerry diz que Oriente Médio é mais seguro sem o perigo de uma bomba iraniana

Viena, 16 jan (EFE).- O secretário de Estado americano, John Kerry, confirmou neste sábado em Viena que finalmente chegou o chamado "dia de implementação" do histórico acordo nuclear com o Irã, "o que torna o Oriente Médio mais seguro, já que se reduziu o perigo de uma bomba nuclear" desse país.

"Cada uma das vias para a uma bomba nuclear foram fechadas de forma verificável", garantiu o secretário de Estado perante a imprensa, após anunciar que os Estados Unidos e a União Europeia (UE) vão suspender de forma imediata suas sanções atômicas contra o Irã.

Kerry garantiu que, graças ao acordo, o tempo que o Irã necessitaria para desenvolver uma bomba atômica passou de dois a três meses para um ano e, além disso, não poderia fazê-lo em segredo.

"Se o Irã alguma vez decidir fazer isto, graças aos passos deste acordo, saberíamos imediatamente e teríamos tempo para responder de forma correspondente", acrescentou.

Além disso, Kerry destacou que este acordo nuclear, pactuado em julho do ano passado e entrado em vigor hoje, demonstra o "poder da diplomacia" para superar desafios.

Nesse sentido, lembrou que o diálogo iniciado com o Irã sobre o conflito nuclear facilitou a libertação de cinco cidadãos americanos "injustamente presos" nesse país.

Entre os libertados se encontra o correspondente do jornal americano "Washington Post" em Teerã, que esteve mais de um ano preso por espionagem.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos