UE classifica de "extremamente preocupante" detenção de acadêmicos turcos

Bruxelas, 16 jan (EFE).- A União Europeia (UE) condenou neste sàbado a detenção de pelo menos 18 acadêmicos turcos acusados de incitação ao ódio e de divulgar propaganda terrorista por denunciar em um manifesto supostos massacres do exército em cidades curdas, e qualificou a atuação de "extremamente preocupante".

"A liberdade de expressão tem que ser garantida, alinhada com os critérios políticos de Copenhague e um clima intimidatório vai contra isso", assinalaram os porta-vozes da alta representante da UE para Relações Exteriores e Política de Segurança, Federica Mogherini, em comunicado.

Para a UE, as medidas tomadas contra os acadêmicos turcos que assinaram uma declaração que denuncia massacres do exército nas operações contra o grupo armado Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) no sudeste do país, de maioria curda, "são extremamente preocupantes".

Os acadêmicos detidos já não estão presos, mas os procedimentos contra eles continuam.

A UE reafirmou assim sua forte condenação de todas as formas de ataques terroristas, incluídos os do PKK e o contra delegacias em Cinar, em 14 de janeiro, mas ressaltou, através do Serviço de Ação Exterior, que a luta contra o terrorismo tem que "respeitar plenamente as obrigações sob o Direito internacional e os direitos humanos".

"Esperamos da Turquia que garanta que sua legislação seja aplicada de modo que esteja de acordo com os padrões europeus consagrados na convenção Europeia de Direitos Humanos e as sentenças ditadas pela Corte Europeia de Direitos Humanos", indicaram os porta-vozes de Mogherini.

"A UE reitera sua forte posição, de que o processo de paz curdo continua sendo a única via para resolver um conflito que continua a produzir muitas vítimas, e permanece disposta a apoiar todos os esforços neste sentido", sustentou o Serviço de Ação Exterior.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos