Bombardeios em Al Raqqa matam 40 civis, incluindo 8 crianças

Cairo, 17 jan (EFE).- Pelo menos 40 civis, entre eles oito crianças, morreram em bombardeios registrados nas últimas 24 horas contra várias partes da cidade de Al Raqqa, o principal reduto na Síria do grupo terrorista Estado Islâmico (EI).

O Observatório Sírio de Direitos Humanos informou neste domingo que não se sabe se os ataques foram realizados pela aviação russa ou pelo regime sírio, e que atingiram lojas e restaurantes.

Os bombardeios tiveram também como alvo uma área próxima ao parque Al Rashid, a rotunda Al Naeem, a zona industrial Darwish e as cercanias do hospital público da cidade.

Ontem, o Observatório assinalou que os primeiros bombardeios contra várias destas áreas tinham causado 16 mortes e deixado 30 feridos, sem descartar um aumento do número de vítimas.

O EI proclamou no final de junho de 2014 um califado na Síria e Iraque, onde conquistou zonas do norte e o centro de ambos Estados.

Atualmente, bombardeiam posições dos extremistas a força aérea síria, a russa, e a coalizão internacional contra o EI liderada pelos Estados Unidos.

A Síria sofre há quase cinco anos um conflito que já deixou mais de 260 mil mortos, segundo a apuração elaborada pelo Observatório. EFE

mv/cd

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos