Cazaquistão elogia acordo nuclear entre Irã e comunidade internacional

Astana, 17 jan (EFE).- O Cazaquistão, que preside junto com o Japão a Conferência do Tratado de Proibição Completa dos Testes Nucleares (CTBT), elogiou neste domingo o acordo alcançado entre o Irã e a comunidade internacional em matéria nuclear, segundo um comunicado divulgado pelo Ministério das Relações Exteriores.

"A República do Cazaquistão acolhe com satisfação a aplicação por parte da República Islâmica do Irã de todos seus compromissos do Plano Conjunto de Ação Geral (JCPOA, na sigla em inglês)" afirma a nota.

"O começo da aplicação do JCPOA e a suspensão das sanções da ONU marcam o início de uma nova era," acrescentaram fontes do Ministério das Relações Exteriores.

"É um passo muito importante na criação de um mundo mais seguro e uma clara evidência que a vontade política, as negociações e as consultas diplomáticas são a única maneira de resolver os problemas mais complicados em nível regional e global", ressaltou a nota.

O Cazaquistão, um dos países mais afetados pelos testes nucleares quando era membro da extinta União Soviética, está disposto a contribuir ao fortalecimento do regime de não-proliferação nuclear.

O JCPOA foi implementado ontem à noite depois de o Irã cumprir todas as exigências do acordo, pactuado em julho do ano passado com seis grandes potências globais, o denominado G5+1 (Estados Unidos, Rússia, China, França, Reino Unido e Alemanha).

A comunidade internacional confirmou ontem a suspensão das sanções contra o Irã depois do relatório elaborado pela Agência Internacional para a Energia Atômica(AIEA).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos