Polícia da Turquia já deteve 17 suspeitos do atentado de Istambul

Ancara, 17 jan (EFE).- A polícia da Turquia já deteve 17 suspeitos, todos sírios, que poderiam estar relacionados com o atentado suicida que provocou na terça-feira passada a morte de dez turistas alemães e deixou outras 17 pessoas feridas, informou a emissora "CNNTÜRK".

O interrogatório dos detidos, acusados de estar relacionados com o ataque da praça Sultanahmet, terminou hoje, segundo indicou uma forte policial.

Após exames médicos, os suspeitos foram enviados ao Palácio de Justiça de Caglayan, em Istambul, com a ordem de serem detidos sob a acusação de "filiação a uma organização terrorista".

Um dos suspeitos é menor de idade, de acordo com "CNNTÜRK".

O balanço anterior do Ministério do Interior era de sete detidos.

As autoridades turcas asseguram que o autor do atentado suicida era um sírio de 28 anos, de origem saudita, que tinha entrado no país eurasiático como suposto refugiado no final de dezembro.

A Turquia responsabiliza o grupo terrorista jihadista Estado Islâmico pelo ataque, embora até agora ninguém tenha reivindicado o atentado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos