Rio Paraguai baixa até 7,31 metros em Assunção após deixar 100.000 deslocados

Assunção, 17 jan (EFE).- O nível do rio Paraguai desceu sete centímetros nas últimas 24 horas e ficou neste domingo em 7,31 metros em sua passagem pelo porto de Assunção, onde a enchente que começou paulatinamente em novembro deslocou cerca de 100.000 pessoas de seus lares.

Embora a capital seja o local mais afetado pelas inundações, também há deslocados em outras cidades ribeirinhas do Paraguai, como Alberdi, Concepción e Pilar, e inclusive na cidade argentina de Clorinda, onde hoje o Ministério da Saúde atendeu 200 cidadãos afetados que se refugiaram no país vizinho.

Os paraguaios deslocados à Argentina são procedentes da pequena cidade de Nanawa, que ficou totalmente inundada.

A maioria das pessoas afetadas foi deslocada pela enchente do rio Paraguai, que superou seu ponto crítico por causa das fortes chuvas provocadas pelo fenômeno meteorológico "El Niño" - um aumento de nível que as próprias autoridades do Paraguai previram desde meados do ano passado.

Os deslocados vivem em sua maioria em precários e insalubres refúgios instalados em espaços públicos ou recintos militares.

A nova administração da prefeitura de Assunção, onde se concentra a maior porcentagem de afetados, reconheceu esta semana que os recursos de que dispõe para atender os deslocados pelas inundações na capital não bastam, e pediu apoio de organismos e entidades internacionais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos