Atriz Kate del Castillo será convocada a depor após contatos com "El Chapo"

Cidade do México, 18 jan (EFE).- A atriz mexicana Kate del Castillo, que se reuniu com o narcotraficante Joaquín "El Chapo" Guzmán enquanto ele estava foragido da Justiça, será intimada pelas autoridades do México a prestar depoimento, confirmou nesta segunda-feira à Agência Efe uma fonte do governo do país.

"Vão intimá-la a depor", disse a fonte, sob a condição de anonimato e sem dar mais detalhes sobre o lugar onde a Procuradoria ouvirá a atriz, nem em que condição ela testemunhará dentro da investigação aberta por seus contatos com o chefe do cartel de Sinaloa.

Fontes da Procuradoria Geral da República (PGR) consultadas pela emissora de rádio "Fórmula" assinalaram que a atriz foi convocada a depor na qualidade de testemunha uma vez que no fim de semana passado essa instituição abriu uma investigação prévia.

O nome da atriz, de 43 anos, veio à tona nas investigações no último dia 9 quando a revista "Rolling Stone" publicou o relato que o ator americano Sean Penn escreveu sobre o encontro que teve com El Chapo em outubro de 2015 no noroeste do México.

De acordo com Penn, o encontro foi mediado pela atriz, a quem o narcotraficante tinha pedido que se encarregasse de produzir seu filme autobiográfico, como assegura o governo mexicano.

Desde então a imprensa mexicana teve acesso a uma série de mensagens de texto trocadas por telefone celular entre Del Castillo, o líder do Cartel de Sinaloa e Andrés Granados, um dos advogados do traficante, que foram interceptadas pelos serviços de inteligência do país.

O jornal "El Universal" publicou nesta segunda-feira duas conversas nas quais a atriz mostra interesse em que "El Chapo" participe como investidor em sua marca de tequila.

Em outra série de mensagens, correspondente a 10 de julho, um dia antes que Guzmán fugisse da prisão de segurança máxima de Altiplano através de um túnel de 1,5 quilômetros, o advogado afirma a Del Castillo que necessitam que seu amigo lhes envie o contrato.

Granados pede à atriz que lhe pergunte "se já estão preparando o documento" e lhe diz que o "Sr. Guzmán" lhe envia uma saudação. Del Castillo responde que "está bem", mas não fica claro qual é o tema do contrato.

Segundo o jornal "El Universal", o expediente da PGR sobre a investigação da relação entre o traficante e a atriz "se refere a uma possível transferência de recursos de Guzmán ou algum de seus testas-de-ferro à empresa Tequila de Honor, proprietária da marca Honor del Castillo.

Em setembro de 2015, Del Castillo falou com a emissora "Telemundo" da tequila que criou em associação com a família Vivanco, do estado do Jalisco, motivada por seu gosto pessoal por esta bebida.

Em mensagens prévias ao encontro de 2 de outubro e divulgadas na semana passada pelo jornal "Milenio", a atriz escreve ao traficante e avisa que levaria sua tequila para tomar com ele.

A protagonista da série "A Rainha do Tráfico", na qual interpreta uma poderosa narcotraficante que toma muito tequila, anunciou na semana passada que daria sua própria versão e garantiu que se fabricaram "histórias falsas" para "distrair" as pessoas "do verdadeiro tema".

Guzmán entrou em contato com Kate del Castillo depois que em 2012 ela publicou uma carta no Twitter na qual pedia para o traficante se transformar em um "herói" e fazer o bem.

Segundo o governo mexicano, esses contatos contribuíram para descobrir o paradeiro do criminoso mais procurado do mundo, capturado no último dia 8 de janeiro em seu estado natal de Sinaloa e levado para a mesma prisão da qual escapou há seis meses.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos