Eleições parlamentares no Afeganistão serão em 15 de outubro

Cabul, 18 jan (EFE).- A Comissão Eleitoral Independente do Afeganistão anunciou nesta segunda-feira que realizará o pleito parlamentar do país, que estava pendente desde abril de 2015, no dia 15 de outubro deste ano.

O anúncio foi feito antes da reforma eleitoral que o governo considera indispensável para o pleito.

"O atraso nas eleições não é culpa nossa. Muitos órgãos responsáveis por certas funções não cumpriram sua parte", declarou o presidente da Comissão Eleitoral, Yousuf Nuristani, que reivindicou ao governo as medidas de segurança necessárias e à comunidade internacional que doe recursos financeiros para que possam acontecer.

Nuristani advertiu que a Comissão prosseguirá seu trabalho sem permitir que "ninguém interfira", mas se mostrou disposto a "mais reformas", além das já adotadas.

O anúncio aconteceu poucas horas depois de o primeiro-ministro afegão, Abdullah Abdullah, declarar que "a reforma eleitoral é um dever do governo" e "uma condição prévia para as eleições", que serão realizadas "sob uma nova direção na Comissão".

O presidente afegão, Ashraf Ghani, ordenou em junho de 2015 prolongar a legislatura da Wolesi Jirga (Congresso do Parlamento afegão) até que se anunciasse o resultado do pleito que deveria ter acontecido em abril, mas que foi adiado por problemas técnicos, financeiros e de segurança.

A reivindicação de uma reforma eleitoral ampla aumentou depois que em 2014 as eleições presidenciais se prologaram de abril a setembro em meio a contínuas denúncias de fraude, até que a mediação dos Estados Unidos propiciou um governo de unidade entre Gani e seu rival eleitoral, Abdullah.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos