Homem é condenado por sugerir envio de refugiados a campos de concentração

Viena, 18 jan (EFE).- Sugerir no Facebook que os refugiados sejam enviados a campos de concentração custou 18 meses de prisão condicional a um cidadão alemão, segundo uma sentença emitida nesta segunda-feira por um tribunal da Áustria, onde reside.

O condenado, de 56 anos, postou um comentário na rede social durante uma discussão sobre um centro de amparada de solicitantes de asilo na Áustria, informou o jornal "Der Standard".

"Eu ainda tenho lugar. Mauth. Dach. Ausch. Lugar para milhares", escreveu em referência aos campos de extermínio nazistas durante a Segunda Guerra Mundial de Mauthausen, Dachau e Auschwitz, nos quais foram assassinadas centenas de milhares de pessoas.

O tribunal popular considerou que esse comentário representa uma violação da lei austríaca que proíbe negar, diminuir ou justificar os crimes do nazismo.

O condenado também postou na rede social fotos relacionadas com o regime nazista, como a de um capacete da SS, a organização paramilitar nazista responsável pelos campos de concentração, com o comentário: "Encontrei este capacete no sótão. Meu avô foi provavelmente eletricista".

No julgamento, realizado no Tribunal Provincial de Linz, capital da região austríaca onde vive o condenado, o homem disse que tinha se limitado a reenviar essas fotos e assegurou que só pretendia zombar da ideologia nazista.

Em seu testemunho, qualificou os campos nazistas como "lugares horríveis" e se justificou dizendo que tinha lido em algum meio de comunicação que a Alemanha alojaria refugiados em antigos campos de concentração.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos