Preso 1º suspeito de abuso sexual na noite de Ano Novo em Colônia

Em Berlim

A Promotoria e a Polícia de Colônia informaram nesta segunda-feira que detiveram o primeiro suspeito de assédio sexual após os incidentes registrados no Ano Novo na cidade do oeste da Alemanha.

De acordo como o promotor de Colônia, Ulrich Bremer, o homem é um argelino de 26 anos que teve a prisão preventiva decretada e é acusado de abusar e roubar o celular de uma mulher. Ele, que ainda não se pronunciou sobre o caso, foi detido no último sábado em um centro de refugiados da cidade de Kerpen, ao sudoeste de Colônia, com outro cidadão argelino de 22 anos, que também está preso.

Durante a inspeção, os agentes encontraram dois celulares roubados durante o Réveillon em Colônia. Um deles foi retirado da vítima durante o abuso, enquanto ela estava rodeada por um grupo de homens. O outro foi subtraído de uma pessoa que não foi assediada.

Na sexta-feira, um homem de 25 anos foi detido na cidade de Aachen por estar de posse de um celular roubado durante os incidentes do Ano Novo.

Segundo a Promotoria, 21 pessoas estão sendo investigas, sendo que oito se encontram em prisão preventiva, acusadas, principalmente, de roubo. Conforme informou Bremer, atualmente, as autoridades analisam 766 denúncias, a metade delas por abuso sexual na noite de Ano Novo.

De acordo com o depoimento de testemunhas, os atos foram cometidos por grupos de homens, entre eles árabes e norte africanos. EFE

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos