Ataques do PKK no sudeste da Turquia matam 3 militares

Istambul, 19 jan (EFE).- Ao todo, dois policiais morreram em um ataque da guerrilha curda do PKK a um comboio na província de Sirnak, no sudeste da Turquia, assim como um soldado em um tiroteio durante uma operação militar na cidade de Diyarbakir, também no sudeste, informou nesta terça-feira a emissora "NTV".

Em Sirnak, um grupo de combatentes supostamente do Partido de Trabalhadores de Curdistão (PKK) atacou um carro blindado da polícia com lança-granadas na noite de ontem. Dois policiais morreram e dez ficaram feridos.

Já no bairro do Sul em Diyarbakir, um soldado morreu em um tiroteio com simpatizantes do PKK durante os combates de rua que acontecem diariamente neste distrito. Tanto este bairro de Diyarbakir quanto os municípios de Silopi e Cizre, em Sirnak, estão com toque de recolher desde meados de dezembro, enquanto o exército tenta expulsar os simpatizantes da guerrilha.

Em Silopi, esta operação terminou. A partir de hoje, o toque de recolher será parcialmente mantido e a população terá permissão de sair à rua entre das 5h às 18h (horário local), segundo a agência "Anadolu".

O exército garantiu ter "neutralizado" no último mês 575 supostos "terroristas" nos três municípios - Diyarbakir, Silopi, Cizre -, segundo o boletim oficial de ontem, que não explicou quantos são mortos, feridos ou presos. Neste mesmo período, 100 civis morreram nestas operações, segundo números divulgados ontem pelo partido esquerdista e pró-curdo HDP.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos