Número de atos contra muçulmanos na França triplicou em 2015

Em Paris

O número de atos contra os muçulmanos na França se multiplicou por três no ano passado, no qual o país viveu dois grandes atentados jihadistas, informou o ministro do Interior, Bernard Cazeneuve.

Em entrevista que será publicada nesta quarta-feira pelo jornal "La Croix", o ministro afirma que em 2015 foram registrados 400 atos violentos contra os muçulmanos, frente aos 133 de 2014.

Mais da metade desses atos aconteceram no primeiro trimestre do ano, após os atentados contra a revista satírica "Charlie Hebdo" e contra um supermercado judaica em janeiro, acrescentou.

Apenas em janeiro do último ano foram denunciados 178 casos de motivação antimuçulmana.

Em paralelo, Cazeneuve afirmou que o número de ações antissemitas diminuíram 5%, até 806.

O ministro indicou que os atos contra os judeus seguem sendo os mais variados e afirmou que seu descenso pode se dever ao enorme aumento registrado em 2014, quando se multiplicaram por dois.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos