Bar Refaeli presta depoimento novamente por suposta sonegação de impostos

Jerusalém, 20 jan (EFE).- A modelo israelense Bar Refaeli foi interrogada nesta quarta-feira, pela segunda vez em apenas um mês, pelas autoridades fiscais israelenses em relação com um suposto crime de sonegação fiscal, informaram meios de comunicação locais.

A modelo, que está grávida, se apresentou nas dependências da Autoridade de Impostos de Tel Aviv para dar explicações sobre seus ingressos e justificar as dezenas de milhões de shekels não declarados nos últimos anos.

"Desta vez a dependência não foi fechada para ela, como ocorreu a primeira vez", disse um funcionário ao serviço de notícias "Ynet", referindo-se ao primeiro interrogatório em meados de dezembro.

Mesmo assim, só funcionários da Autoridade Fiscal foram autorizados a entrar no corredor onde estava a modelo, que tratava de evitar que os paparazzi pudessem fotografá-la.

Ao contrário da primeira vez, na qual prestou testemunho junto com sua mãe, Tzipi, nesta ocasião a modelo foi prestar depoimento sozinha.

Ambas são suspeitas de não terem declarado parte de seu patrimônio de luxo, além dos presentes recebidos.

Entre eles consta um apartamento em Tel Aviv que a modelo teria recebido como pagamento de uma campanha publicidade.

Em dezembro, a modelo teve que pagar uma fiança para não ficar presa e se quiser deixar o país, terá que depositar um montante de US$ 64 mil.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos