EUA suspendem busca por fuzileiros navais desaparecidos em acidente no Havaí

Washington, 19 jan (EFE).- A guarda costeira dos Estados Unidos suspendeu nesta terça-feira as buscas por 12 integrantes do corpo de Infantaria da Marinha, que estão desaparecidos desde 15 de janeiro no Havaí, quando os dois helicópteros em que viajavam se chocaram em uma missão de rotina.

Nos últimos dias, as buscas se concentraram no litoral e no mar ao redor da ilha de Oahu, no arquipélago havaiano, onde os helicópteros colidiram e onde os integrantes da guarda costeira fizeram uma varredura por 40 mil milhas náuticas quadradas.

"A decisão de suspender as buscas sem encontrar sobreviventes é extremamente difícil devido a seu forte impacto, e falo em nome de todo o corpo da guarda costeira quando digo que nossos pensamentos e preces estão com o esquadrão de helicópteros dos fuzileiros navais e com as famílias dos desaparecidos", disse o capitão da guarda costeira Jim Jenkins.

Os dois helicópteros CH-53E em que os fuzileiros navais viajavam em missões de rotina colidiram no último dia 15 por motivos que ainda são desconhecidos, e pelo menos uma testemunha viu da praia uma grande bola de fogo no ar no local do acidente.

A guarda costeira localizou o que pareciam ser destroços das aeronaves espalhados na água a mais de 11 quilômetros do litoral, mas nenhum sobrevivente e nenhum corpo foram encontrados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos