Bombardeios e enfrentamentos deixam 39 mortos no oeste do Iraque

Bagdá, 21 jan (EFE).- Ataques aéreos e enfrentamentos registrados na província de Al Anbar, no oeste do Iraque, mataram nesta quinta-feira pelo menos 39 pessoas, entre elas 31 combatentes do grupo jihadista Estado Islâmico (EI), além de deixar outros seis feridos.

Uma fonte de segurança informou à Agência Efe que 18 membros do EI morreram em bombardeios da coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos contra as regiões de Albu Aiza e Al Grishi, no norte da cidade de Ramadi, capital da província de Al Anbar.

Além disso, 13 jihadistas morreram em enfrentamentos com as forças de segurança do Iraque em Hasiba al Sharqyia, a oito quilômetros ao leste de Ramadi. Vários equipamentos militares dos radicais foram destruídos na ofensiva.

Segundo a fonte consultada pela Efe, cinco soldados iraquianos morreram após a explosão de duas bombas em Al Sufia, no leste de Ramadi. Outros três civis faleceram após um bombardeio de artilharia do Exército do Iraque em Albu Shabaan, ao norte da cidade.

O EI assumiu o controle de Ramadi em maio de 2015, após ter conquistado outras regiões de Al Anbar, a maior do Iraque. O grupo extremista proclamou um califado em junho de 2014 nas regiões dominadas na Síria e no Iraque.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos