Hollande pede redução da tensão entre Irã e Arábia Saudita

Paris, 21 jan (EFE).- O presidente da França, François Hollande, ressaltou nesta quinta-feira que é "necessário e inclusive indispensável" que se reduzam a tensão no caso entre Irã e Arábia Saudita, e expressou a vontade de seu país de colaborar na busca de soluções políticas.

"É necessária um fim da escalada", disse Hollande em discurso em Paris dirigido ao corpo diplomático francês no exterior.

As tensões entre Irã, cuja população é majoritariamente xiita, e vários países da região de maioria sunita aumentaram após a recente execução de um importante clérigo xiita na Arábia Saudita, que provocou uma manifestação violenta contra a embaixada desse país em Teerã.

O aviso de Hollande ocorre a uma semana da visita do presidente iraniano, Hassan Rohani, à França, a primeira de um chefe de Estado desse país em 17 anos.

"Sempre disse que desejávamos um acordo nuclear sólido. Este foi obtido em 14 de julho, após mais de dez anos de discussões. (...) É um grande acontecimento, mas tudo dependenrá de sua aplicação", acrescentou.

A volta desse país à cena internacional "é possível", mas depende dele mesmo, sustentou Hollande, que destacou que "devemos fazer tudo para garantir a estabilidade na região e anunciou que "em breve" viajará ao Egito, Jordânia e Omã com essa intenção.

"Nossos parceiros podem contar com a França", declarou o líder, segundo o qual, seu país "está disposto a desempenhar seu papel porque está na situação particular (...) de ser capaz de falar com todos".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos