Milhares de refugiados esperam pra atravessar fronteira de Grécia e Macedônia

Atenas, 21 jan (EFE).- Cerca de dois mil refugiados esperam para atravessar a fronteira entre a Grécia e a Antiga República Iugoslava da Macedônia após a reabertura da passagem fronteiriça de Idomeni pelas autoridades macedônias, que impedem a entrada de refugiados no país desde a noite de terça-feira.

Mais de mil refugiados, segundo a polícia grega, encontraram abrigo até agora no acampamento de residência temporária em Idomeni, onde recebem alimentos e podem se proteger do frio em barracas climatizadas.

Mas outros 500 se instalaram no estacionamento de um posto de gasolina, a 12 quilômetros da fronteira, sem proteção nenhuma contra as baixas temperaturas e a neve.

A Macedônia fechou na noite de terça-feira aos refugiados a fronteira com a Grécia, depois de a Eslovênia pedir a todos os países da chamada Rota dos Bálcãs para reduzir o trânsito de pessoas por estar com problema em suas ferrovias.

O governo macedônio anunciou que reabriria hoje a passagem, mas só para os refugiados que tiverem um certificado que diga que seu destino final é a Áustria ou a Alemanha.

Um porta-voz da polícia grega confirmou à Agência Efe que as autoridades gregas estão entregando aos refugiados sírios, iraquianos e afegãos "uma carta que informa que seu destino final é, segundo a declaração do portador, um destes dois países europeus".

Isso fez com que estas pessoas já estejam cruzando a fronteira sem problemas, detalhou.

Desde novembro as autoridades da Macedônia permitem a entrada de cidadãos vindos de Síria, Iraque e Afeganistão, e negam de antemão a passagem a todos os considerados migrantes econômicos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos