Washington se recupera de nevasca em véspera de outra que pode ser histórica

Washington, 21 jan (EFE).- Uma forte nevasca atingiu a cidade e a região metropolitana de Washington na madrugada da quinta-feira, mas a capital do Estados Unidos mal terá tempo de se recuperar: outra tempestade de neve deve ocorrer amanhã e as previsões indicam que ela pode ser histórica, superando recorde de 1922.

A nevasca que começou na noite de ontem e se prolongou pela madrugada de hoje foi muito suave perto da que está chegando, segundo as previsões, mas os 2,5 centímetros de neve e gelo acumulados em alguns distritos provocou um grande caos no trânsito.

Centenas de pessoas que trabalham em Washington e vivem nos estados vizinhos, como Virginia e Maryland, demoraram horas para voltar para casa. Outros tiveram que deixar seus veículos nas estradas, algumas delas intransitáveis por causa do gelo.

A caravana que acompanhava o presidente dos EUA, Barack Obama, da base aérea de Andrews (Maryland) até a Casa Branca também foi afetada pela neve. De acordo com jornalistas que acompanhavam a comitiva, os carros deslizaram e patinaram no gelo várias vezes durante o percurso.

Hoje, muitas escolas de Washington e de alguns condados da Virgínia e Maryland iniciaram as aulas mais tarde do que o habitual ou até mesmo decidiram mandar as crianças ficarem em casa.

A grande tempestade prevista pelos meteorologistas para o fim de semana deve começar na tarde da sexta-feira. Ao menos 15 estados do litoral leste do país devem ser atingidos por fortes nevascas.

Mais de 80 milhões de pessoas vivem na região que deve ser afetada, que abrange desde o sudeste de Nebraska à cidade de Nova York. Muitos locais estão em estado de alerta para a chegada da tempestade Jonas, a primeira do inverno.

Espera-se que a região de Washington seja uma das mais afetadas pela tempestade, com fortes ventos e uma previsão de acumulação de mais de meio metro de neve. As projeções indicam, inclusive, que a nevasca pode bater o recorde de 71 centímetros registrados em 1922.

O governador da Virgínia, Terry McAuliffe, declarou hoje estado de emergência e alertou a população que leve a tempestade a sério, assim como possíveis problemas nas estradas e cortes de fornecimento de energia elétrica.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos