Bélgica libera um dos detidos ligados aos atentados de Paris

Bruxelas, 22 jan (EFE).- A justiça da Bélgica informou nesta sexta-feira que liberou Ayoub Bazarouj, o décimo homem acusado na investigação belga dos atentados de 13 de novembro em Paris.

A procuradoria federal detalhou que, no entanto, a acusação de assassinato contra Bazarouj e de participação em atividades de um grupo terrorista continuam.

Bazarouj foi detido em 30 de dezembro em Bruxelas ao mesmo tempo em que a polícia federal revistava sua casa, no distrito de Molenbeek.

Em 16 de novembro, três dias depois dos atentados na capital francesa, que deixaram 130 mortos e 350 feridos, a polícia revistou esse imóvel na tentativa de localizar o principal suspeito foragido, Salah Abdeslam.

Então, a procuradoria federal dispunha de indícios da presença ou da passagem de Abdeslam por essa casa, mas não o encontrou.

Abdeslam, contra quem pesa um mandado de busca e captura internacional, e a família Bazarouj tinham laços estreitos. Vários de seus membros se encontraram na Síria quando se somaram às fileiras jihadistas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos