Guiné prende 2 pessoas relacionadas com terrorista mauritano detido

Bissau, 22 jan (EFE).- A Polícia da Guiné-Bissau prendeu dois jovens acusados de colaborar com o salafista mauritano Cheikh Ould Salek, detido na quarta-feira perto da fronteira com a República da Guiné, informaram nesta sexta-feira à Agência Efe fontes judiciais.

Salek estava em busca e captura desde que escapou da prisão de Nouakchott no final de dezembro, onde cumpria pena por planejar um atentado contra o presidente da Mauritânia, Mohammed Ould Abdel Aziz.

Os dois detidos são dois motoristas guineanos que trabalham levando passageiros da cidade de Kountabani, na Guiné- Bissau, até Camsar, na Guiné, e aparentemente teriam sido delatados pelo próprio Salek.

As autoridades de Justiça trabalham agora para esclarecer o envolvimento dos dois jovens, que sustentam que levaram o terrorista mauritano até Kountabani sem saber que se tratava de um preso foragido.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos