António Costa reafirma compromisso com presidente eleito de Portugal

Lisboa, 24 jan (EFE).- O primeiro-ministro de Portugal, o socialista António Costa, reafirmou o compromisso de "máxima lealdade e plena cooperação institucional" com o presidente eleito do país neste domingo, o conservador Marcelo Rebelo de Sousa.

"Desejo o máximo de sucesso durante seu mandato. Reafirmo o compromisso de máxima lealdade e plena cooperação institucional", afirmou o chefe de governo sobre a futura relação com Rebelo de Sousa, que substituirá em março o também conservador Aníbal Cavaco Silva (2006-2016).

Costa, que governa em Portugal desde dezembro graças a uma aliança com a esquerda radical, lamentou o "elevado índice de abstenção", em torno de 51%, apesar de ter comemorado pelo fato de nenhuma candidatura "populista" ter vencido o pleito.

Nas eleições presidenciais, que contam com candidaturas individuais e não partidárias, o Partido Socialista (PS) de Costa decidiu não apoiar nenhum candidato. Seu principal rival, o Partido Social Democrata (PSD), por outro lado, respaldou Rebelo de Sousa.

Rebelo de Sousa, de 67 anos, venceu no primeiro turno com 52% dos votos, uma grande vantagem sobre o segundo colocado, António Sampaio da Nóvoa, ex-reitor da Universidade de Lisboa, que teve 23%.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos