Deslizamentos de terra deixam quase 4 mil pessoas isoladas na Argentina

As autoridades argentinas trabalham neste domingo para retirar cerca de 3.850 pessoas que ficaram isoladas ontem em regiões de alta montanha na região de Mendoza, por causa de deslizamentos de terra.

Os incidentes obrigaram o fechamento da passagem "Cristo Redentor", que liga ao Chile, através da Cordilheira dos Antes. Na região, foram abertos abrigos e encaminhadas grande quantidade de comida, de acordo com informações divulgadas pelo governo regional da província, em comunicado.

"Em Horcones estão cerca de 3.500 pessoas, que estão sendo evacuadas, enquanto outras 200 estão entre diferentes deslizamentos. No Puente de Inca, no Cuerpo de Cazadores, há 150 isolados", diz o texto enviado hoje à imprensa.

As autoridades locais estimam que os trabalhos para liberar as estradas da região durarão, pelo menos, 36 horas, desde que não aconteçam mais incidentes da mesma natureza.

Até a meia-noite de hoje, segundo o governo regional, foram registrados 11 deslizamentos de terra, nove parciais e dois com grandes dimensões.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos