Explosões no norte de Camarões matam 28 e deixam mais de 60 feridos

Yaoundé, 25 jan (EFE).- Pelo menos 28 pessoas morreram e outras 62 ficaram feridas em três explosões registradas nesta segunda-feira na aldeia de Bodo, no norte de Camarões, muito próxima da fronteira com a Nigéria, informaram fontes de segurança à Agência Efe.

Duas das explosões aconteceram em um mercado, e a terceira em uma ponte próxima a um acampamento militar.

Tudo indica que as três explosões foram provocadas por terroristas suicidas, relataram algumas testemunhas à imprensa local.

O maior número de vítimas aconteceu no ataque ao mercado, onde os explosivos foram escondidos em sacos de comida.

Embora nenhum grupo tenha ainda reivindicado o atentado, todas as suspeitas apontam para o grupo terrorista nigeriano Boko Haram, que nas últimas semanas intensificou seus ataques no norte de Camarões.

Em 13 de janeiro, um ataque suicida matou 13 em uma mesquita de Kouyape, e dias depois outras quatro pessoas morreram em outro atentado na cidade de Nguetchewe.

Nos últimos meses, o Boko Haram estendeu seus ataques a países vizinhos à Nigéria, como Camarões e Chade, cujos exércitos se somaram a uma missão militar multinacional que recuperou boa parte dos territórios que estavam nas mãos dos terroristas.

Mais de três mil pessoas foram assassinadas pelo Boko Haram em 2015. Apesar dos grandes avanços conseguidos por esses países, o Boko Haram continua a ser uma grande ameaça para a segurança da região, em parte porque Nigéria e seus aliados regionais foram incapazes de desdobrar a força multinacional conjunta que acordaram o ano passado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos