Primeiro-ministro da Malásia é inocentado de acusação de corrupção

Em Bancoc (Tailândia)

  • ADEK BERRY/APF

    Premiê era investigado por depósitos de cerca de US$ 700 milhões em suas contas particulares

    Premiê era investigado por depósitos de cerca de US$ 700 milhões em suas contas particulares

O procurador-geral da Malásia inocentou nesta terça-feira (26) o primeiro-ministro, Najib Razak, após uma investigação de seis meses, de qualquer responsabilidade criminal por depósitos de cerca de US$ 700 milhões em suas contas particulares.

Najib se viu envolvido em um escândalo de corrupção em julho do ano passado no qual foi acusado de ter desviado esse dinheiro do fundo de investimento público 1Malaysia Development Berhard (1MDB), que ele mesmo preside.

O procurador-geral, Apandi Ali, disse que o dinheiro corresponde a uma doação pessoal da família real da Arábia Saudita na qual não se detectou "indução ou recompensa por fazer algo em relação a sua capacidade como primeiro-ministro".

"Com base nas provas de testemunhas e documentos apresentados, estou satisfeito que não se tenha cometido nenhum crime em relação à dita doação", disse Apandi em declarações divulgadas pelo jornal "The Star".

Najib transformou um fundo de investimento regional no 1MDB após chegar ao cargo e como ministro das Finanças. O premiê ocupou a presidência da junta de assessores dessa sociedade que, entre 2009 e 2014, acumulou uma dívida de 42 bilhões de ringgits (US$ 11 milhões).

O primeiro-ministro e o fundo 1MDB negaram a veracidade da informação jornalística que revelou o escândalo e que supostamente estava baseada em documentos oficiais.

No entanto, a denúncia ganhou força com novas informações surgidas na imprensa e causou um turbilhão político no governo que levou a uma remodelação do Executivo no final de julho.

A vítima principal da reforma foi o vice-primeiro-ministro, Muhyiddin Yassin, que tinha criticado publicamente a gestão do caso de corrupção alguns dias antes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos