Oposição síria adia decisão sobre presença em negociações de paz

Riad, 27 jan (EFE).- A Comissão Suprema para as Negociações da Oposição da Síria adiou nesta quarta-feira sua decisão sobre sua participação nos diálogos de paz, previstos para terem início na sexta-feira em Genebra, na Suíça.

Uma fonte do órgão disse à Agência Efe que as conversas para decidir a participação nas negociações serão retomadas amanhã. O grupo aguarda uma resposta oficial da ONU sobre algumas demandas. Entre esses pedidos estão a aplicação de um dispositivo de libertação de presos e a suspensão dos bloqueios de cidades sitiadas.

A princípio, esperava-se que a oposição síria anunciasse hoje se participaria ou não das negociações após uma reunião sobre o tema, mas o anúncio oficial ficou para amanhã.

O chefe da Comissão Suprema para as Negociações da Oposição da Síria, Riad Hiyab, negou em comunicado qualquer pressão internacional sobre a adesão do grupo às negociações.

Além disso, Hiyab afirmou que há vários países que abandonaram a postura de exigir a saída do presidente sírio, Bashar al Assad, e aceitam negociar mesmo que ele permaneça no poder.

A composição da Comissão Suprema para as Negociações da Oposição da Síria fez com que as negociações de paz sofressem um atraso de quatro dias porque dois de seus integrantes são membros da oposição armada na Síria.

O grupo é presidido pelo general desertor Assad al Zubi e tem como negociador-chefe Mohammed Alloush, responsável pelo Exército do Islã. A facção é considerada pelos governos da Rússia e da Síria como uma organização terrorista.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos